Que sociedade queremos?

A política e a economia são dominadas pelo que se chama o Establishment ou classe dirigente.

Mas, o tipo de sociedade que o Establishment nos impõe, não é a sociedade que a maioria da gente quer.

Aplicar decisões que só beneficiam um pequeno grupo de pessoas às expensas do resto da população, é a razão de frustração, de muitos conflitos e de instabilidade.

Queremos uma sociedade em que a dominação ou manipulação da política e da economia, assim como a corrupção não cabem! 

Políticos

O que é que mobiliza os políticos? 

O bem dos eleitores, da sua região, do país ou – em grande medida – o bem deles mesmos?

Quando redigem o seu programa eleitoral, os políticos consideram principalmente os temas que preocupam os eleitores ou sobre tudo os temas que são de interesse ou de importância para o próprio partido? 

Ou só procuram maneiras de se enriquecer?

Muitos políticos parecem preocupar-se predominantemente com os seus mandatos em tantos concelhos e mesmo empresas. Porque quanto mais mandatos, tanto mais ganham. Como eles podem ter suficiente tempo para avaliar os problemas do eleitor comum ou para intentar encontrar soluções para esses problemas?

Que tipo de sociedade o eleitor comum quer?

Queremos uma sociedade onde exista respeito para os valores humanos como honestidade, justiça, tolerância e solidariedade.

Queremos uma sociedade onde possamos nos sentir em segurança. A violência não para de crescer. Absurda e brutal. 

Queremos uma sociedade onde não tenhamos que trabalhar sempre mais para comprar produtos cada vez mais caros. 

Queremos ter tempo para estar com a nossa família e para dedicar a nós mesmos.

Queremos uma sociedade onde não tenhamos que contribuir – indiretamente – para o extravagante estilo de vida dos super-materialistas tantas vezes glorificadas pela mídia como modelos a copiarmos.

Queremos uma sociedade onde possamos ser aposentados sem ter que nos preocupar de como sobreviver.

Queremos uma sociedade onde possamos ter cuidados médicos de boa qualidade a preços acessíveis.

Queremos uma sociedade onde os nossos filhos possam ter uma educação que os prepare para assumir com responsabilidade o seu papel na sociedade e que não os sobrecarregue com matérias e deveres de casa não deixando as crianças serem crianças realmente.

Queremos uma sociedade onde possamos desfrutar da Natureza. Onde ela seja respeitada e apreciada.

Queremos uma sociedade onde exista um equilíbrio entre a política e a economia. Onde os gurus financeiros não sejam os únicos a dirigirem toda a sociedade (a crise financeira mostrou os resultados que isso pode ter – o dinheiro não é solução quando não é acompanhado por medidas de alto conteúdo humanitário).

Quando os políticos têm uma visão cheia de humanidade e quando se deixam inspirar pelos valores humanos, somente então são dignos de serem chamados políticos. A política deveria ser “a implementação de valores comuns que aspiram ao bem comum”.

Se os vários partidos políticos tivessem os valores humanos no centro de seu programa, não se gastaria tanto em discussões (partidárias) sem fim e seria mais fácil para o eleitor comum escolher os políticos que realmente valem ouro – não em termos de dinheiro, senão em termos de humanidade.

SOBRE DANELLÂNDIA

Danellândia foi criado em 28 de março de 2004. Baseia-se em discussões sobre esse mundo e os seus problemas com pessoas de diferentes países, culturas, religiões e idades. 

Danellândia definiu 25 valores humanos como base da sua campanha para fazer esse mundo melhor e mais justo.

Danellândia promove esses valores em muitos campos de atividade humana: a política, a economia, as relações pessoais, os cuidados da Natureza…

Você pode ajudar compartilhando esse site.

Torne-se danellandiano ou amigo da Paz promovendo esses valores e a paz.

Esse mundo precisa de pessoas e de líderes que valorizem mais a humanidade do que o dinheiro e o poder. Pessoas e líderes que unam em vez de dividir e criar tensões e conflitos.

Os valores humanos fortes são o passaporte para um futuro sustentável.

O mundo da Paz é possível!

NEWSLETTER

PRIVACIDADE: os seus dados ficam em Danellândia

CONTATO

PRIVACIDADE: os seus dados ficam em Danellândia

© Danellandia 2020