Âncora humana e Pedro

Participe em nossa campanha de paz, de justiça e de humanidade.

Torne-se Parceiro da Paz e danellandiano.

Faça da promoção e do fortalecimento dos valores humanos uma missão na sua vida também.

Valores fortes: o passaporte para um futuro sustentável e melhor!

Os valores humanos são como uma âncora da vida a que nos segurar. Qualquer que seja a tempestade a que temos que resistir. 

Os valores humanos são como uma baliza para os capitães dos nossos navios: os nossos países, os nossos empreendimentos e as nossas religiões. 

Uma baliza a que se dirigir: o bem comum da Humanidade num mundo de paz. 

Um mundo sem guerras significaria um mundo com enormes recursos para investir em projetos de que precisamos urgentemente como a energia verde (nosso débito à Natureza), a redução da pobreza (nosso débito à Humanidade) e a educação de nossas crianças (dando-lhes uma âncora e/ou uma baliza). 

Nas suas mensagens e cartas que manda, Danellândia quer promover estes valores. Assim que em dois fóruns de paz. 

Pelo sorriso de uma criança feliz onde quer que esteja. Pelo sorriso de um mundo feliz para sempre”.

Campanha de paz e felicidade

Bom dia, 

Esperamos que gostou desse nosso pensamento. Esperamos que gostará de Danellândia também. 

Estamos lançando pensamentos e cartas como parte de uma campanha de paz e felicidade. E sabe por que? Como criança era o mais velho de doze sobrinhos e sobrinhas. Tive uma juventude maravilhosa e era o grande irmão para eles (um verdadeiro grande irmão e não a caricatura da televisão). Gostavam de estarem comigo para bater um papo ou para ajudá-los para a escola ou para quando precisavam de algum conselho. 

Mais tarde na minha vida, muita gente confiava em mim. Dizem que sei escutar bem e que tenho uma voz consolante. Cheguei a defender pessoas que foram tratadas mal ou de maneira injusta. Ficam agradecidas até hoje. 

Muitas vezes as pessoas falam comigo de coisas bem pessoais. Também os amigos que encontrei na internet de muitos países diferentes ou de culturas e religiões diferentes falam. Até falamos de coisas como Deus e a felicidade. Ou seja coisas normalmente muito sigilosas. Chegamos à conclusão de que temos muitas coisas em comum.

Base comum

Para ilustrar como as pessoas me tratam, deixo ler um dos muitos emails que intercambiei com um amigo muçulmano (mudei o nome dele). 

Estimado Mehmet, 

Espero que tudo bem com você. Pediu-me describi-lo em uma palavra só. 

Uma palavra é bem pouco, mas se tiver que escolher uma é: FASCINANTE. Provavelmente não o entenderá direitinho. Mas pense em tudo o que falamos nos nossos emails. Faça uma pausa. Pense e entenderá por que escolhi essa palavra. 

Sim, Mehmet, você abriu outro mundo para mim. O mundo dum muçulmano. Nunca tinha falado com um muçulmano sobre religião. Você foi o primeiro. E falar sobre religião não é coisa fácil para a maioria das pessoas. 

Falou-me sobre Maomé e o Alcorão. Fiz muitas perguntas, isso sim. Nem sempre você conseguiu contestar, mas esforçou-se. Procuramos a ajuda de um imã. Mas não recebemos respostas. Talvez as perguntas fossem difíceis demais. Acontece com perguntas que tenho sobre outras religiões também. 

Mas aprendi igualmente coisas sobre a sua vida, a sua família e os seus estudos. Você parece ser um cara simpático (essa uma segunda descrição). 

Disse eu para mim: Mehmet poderia ter sido o meu vizinho. E não teria eu problemas com o fato de ele ser muçulmano. Não somos tão diferentes. Os dois gostamos de desfrutar da vida. Gostamos de nossa família e de nossos amigos. Gostamos de viajar e queremos paz para todo mundo. 

Não posso entender por que haja tantos conflitos no mundo. Muitas vezes devem-se ao fato de não se conhecer ou de ter ideias erradas um sobre o outro. Diria eu que os preconceitos são os piores inimigos. 

Por isso, esperemos que dentro de pouco o mundo se dê conta disso. Numa pequena escala, estou planejando fazer algo para isso. Explicarei no futuro. 

Lhe desejo todo o melhor e espero que Deus ou Allá traga paz nesse lugar maravilhoso que chamamos Terra! Para que ir à descoberta de outros planetas quando tem tanta coisa ainda por descobrir cá? Mas primeiro temos que remediar a miséria e a bagunça que criamos. 

Pedro

 

SOBRE DANELLÂNDIA

Danellândia foi criado em 28 de março de 2004. Baseia-se em discussões sobre esse mundo e os seus problemas com pessoas de diferentes países, culturas, religiões e idades. 

Danellândia definiu 25 valores humanos como base da sua campanha para fazer esse mundo melhor e mais justo.

Danellândia promove esses valores em muitos campos de atividade humana: a política, a economia, as relações pessoais, os cuidados da Natureza…

Você pode ajudar compartilhando esse site.

Torne-se danellandiano ou amigo da Paz promovendo esses valores e a paz.

Esse mundo precisa de pessoas e de líderes que valorizem mais a humanidade do que o dinheiro e o poder. Pessoas e líderes que unam em vez de dividir e criar tensões e conflitos.

Os valores humanos fortes são o passaporte para um futuro sustentável.

O mundo da Paz é possível!

NEWSLETTER

PRIVACIDADE: os seus dados ficam em Danellândia

CONTATO

PRIVACIDADE: os seus dados ficam em Danellândia

© Danellandia 2020